Blog

Balanço 2017: Governo do Ceará implantou 11 batalhões do Raio para aumentar a segurança em todas as regiões

05 May, 2015

O Governo do Ceará concretizou, ao longo de 2017, investimentos para dar mais agilidade e eficiência ao trabalho policial no Estado. Foram implantadas 11 novas unidades do Batalhão de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), distribuídas por Capital, Região Metropolitana de Fortaleza e Interior.

Com o investimento de cerca de R$ 14 milhões para o funcionamento dos batalhões, a população cearense recebeu o reforço de mais 510 policiais militares, 228 motos e 13 viaturas, além da aquisição de mais armamentos e equipamentos modernos. Tauá, Canindé, Maracanaú, Caucaia, Maranguape, Crato, Eusébio, Acaraú e Fortaleza (nos bairros Vila Velha, Messejana e Parangaba) foram beneficiados com os quartéis do agrupamento especializado.

Nos anos anteriores, já haviam recebido implantações do BPRaio os municípios de Juazeiro do Norte, Sobral, Russas, Quixadá, Iguatu, Itapipoca e Crateús. O governador Camilo Santana projetou que, até o fim do primeiro semestre de 2018, todo o município acima de 50 mil habitantes terá um batalhão específico do Raio, para garantir mais tranquilidade aos cidadãos cearenses. Além disso, a meta estadual é dobrar o efetivo policial em Fortaleza. “Todos os anos temos aumentado os recursos da área, comprando novas viaturas, armamento, coletes, implantando o Raio em todas as regiões do Ceará”, disse o chefe do Executivo.

Camilo complementou que o planejamento de reforço policial avança lado a lado com investimentos em Educação, Esporte, Cultura e Lazer para a população. “Nenhum país no mundo diminuiu os problemas de violência investindo apenas em mais Segurança. É preciso prevenção, fortalecer a Educação, criar espaços para que os jovens possam ter a oportunidade de cultura e de esporte. Agora estamos levando as areninhas e campinhos para todos os municípios do Ceará. Até o final de 2018, todas terão esses equipamentos”, pontuou.

Raio na Capital

Durante os meses de outubro e novembro, Fortaleza recebeu equipes do Raio nos bairros Parangaba, Messejana e Vila Velha. Foram destinados às localidades fortalezenses o total de 104 policiais militares, divididos em 14 equipes, com 56 motos e duas viaturas 4×4, somando investimento de R$ 2,8 milhões. As ações representam a primeira etapa na meta do Governo do Ceará em dobrar, até o fim de 2018, o efetivo total do BPRaio na Capital.

No próximo mês de abril, uma nova leva de 202 policiais reforçará o grupamento de Fortaleza. Com os 104 novos profissionais em ação desde o segundo semestre do ano passado, já são mais de 600 policiais do BPRaio apenas em Fortaleza. O objetivo do Governo é que neste ano sejam 1.006 agentes e 700 motos, além de seis viaturas.

Raio no Interior

A interiorização do BPRaio iniciou em 2015, com a instalação de batalhões responsáveis por centralizarem as ações em nove grandes regiões do Estado. Neste sentido, receberam unidades, nos últimos anos, as cidades de Juazeiro do Norte (Cariri), Sobral (Região Norte), Itapipoca (Litoral Oeste), Iguatu (Centro-Sul), Crateús (Sertão de Crateús), Tauá (Sertão dos Inhamuns), Quixadá (Sertão Central), Russas (Vale do Jaguaribe) e Canindé (Sertão de Canindé).

Atualmente na segunda etapa de interiorização, as bases ficaram exclusivas para as cidades com mais de 50 mil habitantes. Os batalhões sediados nas nove cidades-polo tem a função de dar mais atenção a outras localidades. Nesta fase foram implantados os batalhões no Crato e em Acaraú, durante o último mês de 2017.

Os reforços, segundo o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, são refletidos em mais resultados diários no trabalho ostensivo e de apreensões realizados pela polícia cearense.

“Nunca houve tanto empenho e tanta produtividade dos nossos policiais nas ruas, sejam policiais militares e sejam policiais civis. A gente fala hoje de mais de 650 armas apreendidas todos os meses no Ceará, um recorde histórico. Prisões em flagrante por homicídio, assalto e tráfico, são quase 1400 ao mês, mais de 45 por dia, só por esses crimes mais graves, que mais impactam o dia a dia da população. Fruto do trabalho dos nossos policiais”, detalhou André Costa.

Polícia especial

Para assumir uma vaga nas equipes do BPRaio o policial precisa se submeter ao Curso de Especialização de Policiamento em Motocicleta, de 280 horas/aula. A preparação é voltada para a chamada “Doutrina Raio”, com temáticas como: Patrulhamento; Perseguição e Abordagem Policial; Prática de Tiro; Resolução de casos de baixa, média e alta complexidade; entre outros temas.

O policiamento motorizado auxilia na guarda ostensiva, dinamizando o atendimento de ocorrências em relação às viaturas convencionais. Com motos, os policiais adentram por ruas estreitas, conseguem fazer manobras mais ágeis, perseguições e abordagens. Além disso, crimes como o tráfico de drogas, roubos e tentativas de homicídios são comumente praticados em motocicletas.

Implantações do BPRaio em 2017:

Fevereiro – Tauá
Maio – Canindé
Setembro – Maracanaú e Caucaia
Outubro – Fortaleza (Messejana e Vila Velha)
Novembro – Fortaleza (Parangaba) e Maranguape
Dezembro – Crato, Eusébio e Acaraú

Tauá: 37 policiais, 16 motos, uma viatura (contempla oito municípios da região)

Canindé: 52 policiais, 24 motos, duas viaturas (contempla 19 municípios da região)

Maracanaú: 56 policiais, 24 motos, duas viaturas

Caucaia: 113 policiais, 44 motos, duas viaturas

Fortaleza (Messejana, Vila Velha e Parangaba): 104 policiais, 56 motos, duas viaturas

Maranguape: 37 policiais, 16 motos, uma viatura

Crato: 37 policiais, 16 motos e uma viatura

Eusébio: 37 policiais, 16 motos e uma viatura

Acaraú: 37 policiais, 16 motos e uma viatura

Cerca de R$ 14 milhões investidos

Total de 510 policiais, 228 motos, 13 viaturas

Anunciantes